terça-feira, 28 de abril de 2009

...Oscar

-Ahn?!... não... NÃO,... espera, para...

Eu gemia pedindo, quase chorando. Senti suas unhas em minhas coxas... tentava me desvencilhar de sua boca, de seus dedos... Eu queria e não queria o gozo. Sentia o corpo preparado, pronto para explodir e mesmo assim queria retardar o final mas, não consegui... Seus lábios macios e sua língua quente, e úmida me invadiam explorando cada ponto como se já conhecesse onde e como eu deveria ser sugada, lambida ou mordida... Nem o 'D', nem o Oscar se intrometiam... olhavam extasiados como Cici me devorava e como eu, inutílmente, tentava escapar. As mãos que, passeavam em meu ventre, se tornaram mais ávidas e firmes quando ela sentiu que eu me renderia... Afastou sua boca de mim e, levando uma das mãos ao meu seio, tocou meu mamilo e o bolinou... olhei para baixo ofegante e vi seus olhos por entre minhas pernas... Os olhares se encontrando pareciam durar uma eternidade... Foi algo como... "AGORA!"... Fechou os olhos e enterrou o rosto e seus dedos em minha xota... Delirante, sufocante... fechei os olhos, arqueei o dorso... segurei em seus cabelos e o gozo veio... em fortes ondas... quebrando no corpo, arrancando um grito me tirando o fôlego,... Foi rápido e longo, forte e suave. Todos os sentidos se apagaram por segundos... Abri os olhos... me ouvi arfando... corpo pulsando inteiro, contraindo e mastigando dedos que ainda estavam dentro de mim... Quando finalmente afastou sua boca do meu grelo, beijou minha virilha, minha coxa e deitou o rosto sobre meu púbis e cobriu meus seios com as mãos... O Oscar rodeou a cama e, se ajoelhando ao lado, beijou meu rosto e afagou meus cabelos. O 'D' fez o mesmo e pude sentir o calor que vinha de seus corpos... Alguns segundos se passaram e Cici, novamente, deu ar de tesão...apertou meus seios e me beijou o ventre... o 'D' segurou uma de suas mãos e beijou... beijou cada um de seus dedos e guiou sua mão ao membro rígido, tenso... ela levantou-se de mim e o puxou para si... virei de costas para o Oscar e ele me abraçou deitando suas pernas sobre as minhas. Cici, sentada a beira da cama, abocanha o pau do 'D' e assim fica num boquete demorado.
.
-Shhh... isso,... assim!... (diz ele jogando a cabeça para trás e fechando os olhos)
-Vem aqui!... Chupa ele comigo!... (me pede ela estendendo uma das mãos e eu, prontamente atendo)
.
Oscar se afasta e me ponho de quatro ao lado da Cici, quando o 'D' percebe, estamos as duas a percorrer todo seu membro uma de cada lado... Ela desce até as bolas e começa a chupar, uma de cada vez... Eu, suavemente, chupo e deixo que ele escorrege para dentro de minha boca...volto, sugando mais forte até chegar a glânde e o introduzo, dessa vez mais fundo até tocar minha garganta... meu nariz toca seus pêlos e sinto na boca um pouco do líquido que antecede o gozo... ele geme em protesto e nos pede para ficarmos quietas... quendo me afasto a Cici me beija... olhamos para o 'D' e ele nos sorri... Beijo Cici no pescoço e desço até seu colo, subo sugando o mamilo e passando a língua em seu pescoço, em sua orelha... "-Deixa ele gozar na sua boca..." lhe digo sussurrando em seu ouvido e ela me atende... volta a sugar o 'D' mais ávidamente e ele se contorce... me afasto e toco minha vagina... está encharcada de saliva e pedindo mais... Olho para trás, para os olhos do Oscar. Nossa... como ele me devora com o olhar... um olhar que eu não havia percebido antes. Senti minhas pernas tremerem e minha voz vacilar quando o chamei... ele percebeu mas se manteve na cabeceira da cama... Porque ele me olhava daquele jeito? Ele nem se tentava mais se aproximar da Cici... fiquei de pé, na cama... um passo... uma perna de cada lado do seu corpo. Ele me olhou firmente como se só nós dois extivessemos ali... me agachei sentando em seu colo e ele me olhou nos olhos, profundamente... tocou meu rosto e passeou seus dedos em meus lábios... me segurou pela cintura e me puxou... eu o queria frenéticamente dentro de mim e, num impulso, deixei meu quadril cair sobre seu colo e todo o seu pau foi enterrado de uma só vez em mim... ele gemeu doído... mordeu os lábios e me puxou contra o seu peito... "-Eu te amo!"... sem pensar, o abracei e dei um beijo apaixonado, febril... me olhou e sorriu um sorriso encantador... eu, amoleci em seus braços e me deixei levar por sensações... ouvi um gemido profundo e joguei o corpo para trás, alcancei Cici e lhe puxei pra cima de mim... Oscar me penetrava vigorosamente me segurando pela cintura... eu, sentia o gosto da Cici me envolvendo a língua e ela, saboreava o 'D' que não se aguantava mais de tanto tesão... Sinceramente, não sei explicar o que houve... lembro apenas de estancar num gozo forte e ouvir os outros num gemido que ia sumindo aos poucos...

segunda-feira, 13 de abril de 2009

A Confissão - Minha amiga Cici... (cont.)


...?
- Cici, você é afim do Oscar?(nesse momento ela me olhou dos pés a cabeça...sensação extranha...)
-Tenho tesão, só. (respondeu firmemente enquanto soltava os cabelos e se jogava na cama)
-Cici!... Só tesão?!(queria saber se ela sentia o mesmo, se ela se assemelhava a mim no que eu sentia pelos dois)
-Anff... Quer saber?! Eu até podia ficar com os dois... sei lá...(risos) Ia ser muito doido...rs
-Eu fiquei!(com os olhos arregalados e num impulso único, levantou o tronco da cama e me agarrou pelos braços com a boca aberta)
-NÃO ACREDITO!... OS DOIS?! DE UMA SÓ VEZ?!?

Não sei o que me deu... cai na gargalhada. Não sei se foi pelo espanto ou pela forma com que ela me perguntou isso... Minha risada se fez ouvir do outro lado da porta e, no mesmo instante entram os dois querendo saber o que acontece por ali e nos pega abraçadas com a maior cara de felicidade...

-Do que é que vocês estão rindo, hein??(perguntou o 'D' sentando na beirinha da cama com cara de quem teve a idéia do século)
-Vocês estão querendo aprontar com a gente, né?(disse Oscar)

Caminhando sorrateiro, em nossa direção ele pulou na cama e junto com o 'D' começaram a nos fazer cosquinhas. Guerra de cosquinhas... segurar mãos, tentar de desvencilhar, uma blusa que mostra a barriga... um vestido que sobe... uma mão que segura um seio e o riso dá lugar a um gemido... a um suspiro... Olhos se olham com uma sede guardada... Por sobre a cama quatro corpos, quatro desejos... mil possibilidades e um único beijo. Beijo que desencadeia a reação. Reação em cadeia... Cici sob Oscar... pernas abertas, encaixados, se beijando... Eu sobre o 'D', ao lado, observavamos... As mãos do 'D' percorriam minhas coxas, sua boca procurava meu seio por sob o vestido enquanto eu esfregava meu corpo sentindo seu membro enrijecer. Cici abria mais as pernas elevando o quadril arrancando um gemido do Oscar... "-Você quer?... pergunta Oscar... Agora?... responde Cici tirando a blusa deixando a mostra um par de seios lindos... Meu tesão explodiu! Tive uma vontade louca de senti-los em minha boca e cheguei a protestar quando o Oscar os sugou... O 'D' percebeu! Segurou meu quadril e me puxou para si... Mesmo de calcinha, por sobre a sua bermuda, meus lábios se abriram e senti meu grelo inchar... Fiquei de pé, na cama e tirei o vestido, olhei o 'D'... ele se livrara da bermuda e segurava o membro como que apontando... Tirei a calcinha e sentei... certeira... A essa altura, aquela cama de solteiro rangia gemendo conosco... Oscar e Cici completamente nus ao nosso lado me exitava mais ainda... Vê-lo tocar, beijar e lamber a Cici me alucinava... Foi quando notei seu olhar... Ela me olhava com desejo e aquilo me incendiava. A lúxuria nos dominava... Oscar sugava seu grelo, ela apertava o bico dos seios gemia e me olhava... Eu cavalgando o 'D' , puxei suas mãs e o fiz apertar os meus bicos... Olhei pro teto senti unhas arranharem em minha coxa e um arrepio subiu pelo corpo... Olhei para baixo, o 'D' olhava para os dois... Oscar havia penetrado a Cici e ela gemia um gemido felino... ele beijava seu pescoço e ela me olhava... o 'D' levou sua mão até a boca da Cici... ela lambeu seus dedos e ele esfregou em meu seio... Oscar se levantou com ela em seu colo, virou e deitou deixando que ficassemos de frente uma para a outra... Ela me olhou e sorriu... Cavalgavamos num mesmo trote... ela segurou minha mão e levou até sua boca... beijou os dedos, a palma... espalmou-a em seu rosto e eu a puxei... beijei sua boca com sofreguidão... sua língua macia preencheu minha boca e me arrancou um gemido profundo... ouvi os meninos gemerem... o 'D' me segurou com mais força tentando conter os movimentos do meu quadril... Cici saiu de cima do Oscar e sentou no peito do 'D'... "-Caralho!... " Ouvi o 'D' protestando quando forcei meu quadril e seu pau entrou até tocar meu fundo... Tentou se mexer mas só conseguia acariciar as costas da Cici... Nos olhamos e sorrimos... Beijar a Cici estava tornando aquela transa mais gostosa... Ela se afastou e gemeu... o 'D' dava línguadas na sua vagina como quem quer penetrar... Oscar ficou de pé na cama e eu o puxei... comecei a lamber suas bolas e passar as unhas em sua perna... Cici fez o mesmo... De olhos abertos e cumplices, pousamos as bocas na base do membro e deslizamos as duas, sugando até chegarmos na glande... Oscar grunia... mal se mantinha de pé... Levantei e deixei Cici com o 'D'... fiz Oscar sentar na cabeceira da cama, de costas para a parede... me ajoelhei e comecei a chupar seu pau com força... ele segurou meu cabelos, não forçava só segurava e gemia... um gemido delirante... quando me pareceu que ele ia gozar é que me segurou o rosto e afastou minha boca do seu pau... Olhei para trás e a Cici sugava o 'D' enquanto ele a sugava e a penetrava com seus dedos... Não sei o que me deu só sei que quando ouvi o Oscar dizer:"- Vai!... prova!!!" Tirei a Cici de cima do 'D' e começamos a nos beijar... Pele macia, quente... Quando seus seios tocaram os meus os senti crescer... Comprimiamos os seios e gemiamos num desejo gostoso que não pensei que existia... Desceu a mão e tocou meu grelo... suave... rodou-o entre os dedos e apertou... senti minha vagina contrair e meu cuzinho piscar... ela desceu a boca pelo meu pescoço, colo e seios... sugou, lambeu... senti seus dentes... entumecerem ainda mais meus bicos... ela segurava com os dentes e passava a língua... quando sugava, minha vagina contraia e eu por pouco não gozei assim... Os meninos estavam ao lado da cama... Oscar sentado na cadeira e o 'D', de pé... se masturbavam e gemiam... Cici me deitou na cama e passou a explorar meu corpo... abriu minhas pernas e beijou minha alma...

quarta-feira, 8 de abril de 2009

A Confissão - Minha amiga Cici...

...Acordei meio que no susto. Não havia durmido muito mas o bastante para me deixar perdida no tempo. Estava no quarto que ficava ao lado de uma saleta... minha mochila numa cama ao lado da minha... cortinas entreabertas, corpo semi coberto e o 'D' ao meu lado. Me sentia protegida quando ele me abraçava no sono... me virei e ele despertou.

-Dormimos muito?! (perguntei)
-Acho que não... (disse ele tateando a cabeçeira da cama e pegando o relógio)
-Nossa!! apagamos por quase uma hora?!(meu espanto o fez sorrir e me abraçou novamente)
-Onde o Oscar está?(questionei quando ouvi um burburinho vindo do corredor)

O 'D' se levantou e, encostando o ouvido à porta, levou o dedo aos lábios indicando que eu deveria ficar em silêncio... A voz de um homem e de uma mulher se faziam ouvir. A princípio, pensamos que fosse uma discussão. O 'D' pediu que eu me vestisse e, colocando uma bermuda, saiu do quarto apressado enquanto eu tentava entender o que realmente acontecia...
.
-Seu Juca?! O que é foi?!?(perguntou o 'D' sobressaltado ao ver o Oscar sair correndo)
-Rapaz, um dos bois botou a cerca a baixo e quase pega as crianças que vinham do riacho. Teu primo foi lá atrás... o boi tá rondando o quintal da casa...
-Vamos lá pegar ele... (saindo do quarto, vi o 'D' com Seu Juca e sua filha, Luciana irem para a cozinha)
.
A Luciana tem a mesma idade que eu sendo apenas alguns meses mais velha. Tem um sorrisão de menina e adora tomar banho no riacho que passa pelo sítio. Sempre nos demos muito bem e eramos como irmãs tamanha era a nossa amizade. Eu só não gostava do namorado dela e fiquei feliz quando soube que haviam terminado. Ele era estúpido e arrogante com ela e com Seu Juca.
.
-Oi Cici!!( era assim que eu a chamava)... Tá tudo bem ai?
-Ebá!!! Você também tá aqui!!(abraços, beijos e muitos risos)
-O que foi que aconteceu??...
.
Ela ia me contando enquanto seguiamos para a varanda da cozinha quando vimos o Oscar, já com o boi laçado, o 'D' e Seu Juca puxando a corda e levando o bicho pro curral.
.
-Nossa, o Oscar tá tão bonito, né?!(disse ela toda melosa me cutucando o braço)
-É... tá sim... e como!!!(sorrimos como cumplices e rimos alto chamando a atenção deles)
.
Trabalho feito, Seu Juca se aproxima de nós diz pra tomarmos cuidado pois o boi está arredio e é perigoso andar no pasto depois que soltarem ele. Conversa vai, conversa vem, Seu Juca se despede indo pra sua casa que fica quase do outro lado do sítio e ficamos eu e a Cici de cochicho e risinhos. Quando nos demos conta estavamos admirando os meninos... O Oscar, prendendo os cabelos num rabo de cavalo, reluzia sua morenice e seu tronco moldado enchendo os olhos e a imaginação da Cici, o 'D' nos olhava e sorria... Sorriu de um jeito que me arrepiou os sentidos. Disse alguma ao Oscar que nos olhos demoradamente chegando a deixar a Cici sem jeito e me causando exitação. Olhei para a Cici e percebi que ela também se exitada vendo eles daquele jeito... Eles pegavam a água da caçimba e jogavam nos corpos suados... Era uma visão extonteante e, por pouco não soltei um gemido quando meu corpo despertou lembrando o que haviamos feito. Minha vontade era dispensar a Cici e me agarrar aos dois, ali mesmo. Foi quando percebi o Osvar vindo em nossa direção. Com o olhar fixo na Cici, caminhou a passos largos e parou a sua frente, segurando seu rosto com as duas mãos, se aproximou e lhe deu um beijo. Beijou-lhe a boca com sede e desejo. Senti meu sexo esquentar, inchar e humedecer quando ouvi seu gemido... O 'D' me tocou o ombro e me puxou pra si... olhei em seus olhos e senti seu corpo reagir a cena... quando iamos nos beijar, ouvi Cici dizer: "-Assim não... agora não..."... Oscar se afastou e ela, ainda meio ofegante, me segurou a mão e foi comigo para dentro da casa... entramos no quarto e ela fechou a porta. Tentando se refazer do acontecido, sentou-se na cama, me olhou com firmesa e perguntou:
.
-Ele é doido?!... se meu pai visse isso?!...
-Calma, Cici... foi só um beijo. Vai dizer que você não gostou?
-Gostar eu gostei mas,... é que... não esperava que ele fizesse isso!
-Como assim?!
-Ele é lindo! É um gato mas o que eu sinto é só vontade, entende?! É só tesão...
-Só isso?!(perguntei sorrindo enquanto me sentava ao seu lado e vi uma tristeza em seus olhos)
-Vou te contar um segredo... Muito antes de terminar com meu namorado, nós transamos mas eu não gostei ... Doeu muito!... Eu dizia que estava doendo mas ele não parava... Tentei me livrer dele e ele foi mais estúpido e chegou a me bater...
- Idiota, canalha!! (bradei com raiva, com ódio. Ao tentar me levantar da cama ela segurou minha mão e vi que ainda tinha algo a me confessar. Sentei, calei e ouvi)
-Você lembra da Letícia, prima dele?(fiz que sim com a cabeça)... Contei a ela e ela me ajudou. Me levou ao médico e cuidou de mim sem ninguém saber. Quase um mês depois eu consegui terminar com ele. Foi um alívio! Nós duas ficamos muito mais amigas e,... bem... aconteceu!...
-O que aconteceu?!(perguntei curiosa e afllita)
-Eu e a Letícia...
-?!... VOCÊ E A LETÍCIA?!?(não pude conter o espanto mas, ao mesmo tempo, comecei a entender muitas das atitudes que ela tomava. Na festa do 'D', por exemplo, ela estava lá mas ficou muito mais com as meninas do que com os rapazes e isso, já se fazia notar a algum tempo)
-É...(sorrindo) Eu e a Letícia... Ela me fez sentir o que ele não fez. A princípio pensei que estava doida mas, depois, vi que a gente se dava prazer e não me senti mais extranha por isso.
-Mas e agora? Você não gosta mais de homem?(perguntei numa curiosidade só)
-Gosto mas,... tive medo quando o Oscar me pegou daquele jeito... eu não esperava...