quinta-feira, 7 de maio de 2009

Oscar... - continuação

-Acorda dorminhoca, acorda!
-Hun?!... quem?!
-Vaaamoooos, acoooordaaa!!(Cici me balançava e me agitava na cama igual a uma criança)
-Calma ai...(pedia eu rindo com suas cocegas)
-Vai dormir até amanhã, é?
-Até amanhã?... mas acabamos de... MEU DEUS!!! É NOITE?! É NOITE?!!(gritei eu espantada pulando da cama)
-Claro que é!(disse ela fazendo careta e rindo do meu medo)
-Cici,... é noite! estou perdida! Meu pai vai me matar!!
-Mata nada...(ria ela levantando da cama e indo abrir a parte interna da janela) Tá vendo?... TÁ VENDO?!

E eu via... chovia forte e o vento açoitava a janela do quarto como se fosse arrancá-la e criando um assovio estranho que fazia a Cici rir e levantar as mãos fingindo que ia me pegar... A cada assovio "da janela" ela fazia BOOO... BOOOO me fazendo soltar um sorriso. As luzes da casa piscavam quase se apagando e estavamos sós no quarto. De repente, um estrondo fez a casa tremer e ela pulou em mim gritando de medo... cai numa gargalhada que quase me tira o fôlego... O 'D' passou pela porta no segundo seguite com os olhos arregalados olhando para todos os cantos do quarto e perguntando o que havia acontecido... Desabei no chão sem ar... riamos as duas da cena e ele, sem entender nada, se pôs a 'ralhar' com nós duas. E quanto mais 'ralhava' mais riamos... Outro estrondo, agora bem mais forte e seguido de um som extranho nos fez parar de rir e correr para a cozinha... Um raio havia acertado em cheio a jaqueira que ficava na lateral da casa e pudemos ainda ver seus galhos caindo e folhas sendo levadas pelo vento... Ao longe, um grito pedia que entrassemos... Era Seu Juca... vinha correndo preocupado conosco... Foi quando notei o 'D' e a Cici olhando pra mim. Me olhavam dos pés a cabeça... eu estava completamente nua... e o pai da Cici se aproximava... Não tive pernas pra correr. Quando ele já estava quase dentro da varanda é que o Oscar me puxou com tudo e se enfiou comigo no banheiro...
.
-Tá doida?(perguntou ele, bravo que só)...TÁ DOIDA?! (perguntou uma segunda vez me enchendo os olhos de lágrimas)
- Não... é que... é que...
.
Mão na boca... "shiiiiiii"... fez ele me pedindo silêncio, Seu Juca estava encostado na porta do banheiro... se ele me visse ali, nua com o Oscar seria o fim! O 'D' e Cici sabiam que estavamos ali e tentavam afastá-lo enquando o telefone toca...
.
- Vem Seu Juca, vem pra sala!
- Vamos pai, vamos pra lá?!(pedia Cici enquanto ouviamos as vozes já um pouco mais longe)
- Cadê teu primo?
- Está no banho...
.
No banheiro, respiravamos aliviados. Ainda nos braços do Oscar, mesmo na penúmbra, pude notar que estava enrraivecido. Ele foi tirando a mão da minha boca e perguntando baixinho o que eu estava fazendo nua na varanda. Respondi que sai do quarto num impulso e nem me lembrava que estava nua. Ele respirou fundo como que se livrando da raiva e reprovou minha falta de atenção. Foi quando percebeu que me fez chorar... eu não esperava aquela reação dele mas sei que estava certo, por pouco não acabei com o fim de semana e lhe arranjei uma tremenda dor de cabeça. Mas, estavamos ali eu e ele. Eu nua em seus braços sentindo seu calor, sua respiração... recostei a cabeça em seu peito e beijei seu pescoço... "shiii" fez ele... relaxei a tensão do corpo e deslizei minhas unhas em seu peito... arranquei-lhe um suspiro e senti suas mãos se afrouxarem de mim... A presença do Seu Juca, a poucos metros de nós e mesmo a forma áspera com que ele havia usado pra falar comigo, me deixaram exitada... quando coloquei minha perna entre as suas senti seu membro e ele gemeu, colocou as mãos em minha bunda e a apertou... desci lambendo seu peito e senti seu mamilo eriçado... o corpo arrepiado e outro gemido me diziam pra continuar e, continuei. Devagar, passei o trinco na porta e fui na direção do umbigo... enfiei minha língua ali e suguei... abri sua bermuda e o beijei por cima da sunga que não conseguia mais conter sua exitação... o ajudei a se livrar dela e me coloquei de joelhos... não o tocava com as mãos só com os lábios... beijava e lambia... passei a língua na virilha descendo até o saco e deixando ela passear por lá... como estavam quentes. Seu pau entumecido batia de leve no meu rosto... eu chupava cada uma das bolas chegando a colocar as duas na boca... ele não conseguia abafar os gemidos... megulhou os dedos em meus cabelos segurando minha cabeça e esfregou tudo aquilo em meu rosto... abri a boca já sedenta e deixei que ele a penetrasse... suavemente... cada centímetro prolongava seu gemido e faziam minhas unhas se enterrarem em suas coxas... o senti inteiro... me segurou por alguns segundos e me afastou... novamente... alguns segundos e lágrimas me encharcaram o rosto... estava quase sufocando... segurei suas mãos levando-as para trás de seu corpo e lhe engoli... senti a glânde na curva da garganta e o soltei... mais uma vez... e outra... e latejou... pulsou e explodiu... tremendo, na ponta dos pés, tentou conter o grito e graniu baixinho apertando minhas mãos ao mesmo tempo que projetava o quadril a frente... senti todo o gozo quente me inundar a garganta... no clarão do raio que cortava o céu, pude ver em seu rosto o caminho de uma lágrima... deixou-se largar sentando no chão do banheiro e me abraçou... Senti seu coração e a respiração descompassada... novamente, repetiu as palavras: "EU TE AMO!"... desta vez soou mais profundo... quando ia me beijar, uma batida forte na porta nos assustou...
.
-Podem sair...(disse o 'D')
-Ele já foi?(perguntei me enrolando numa toalha)
-Já sim! (respondeu indo na direção da porta para fecha-la) Já foi e levou a Cici.
-Quei doideira! (riamos os três)
-Oscar, meu pai ligou dizendo pra passarmos à noite por aqui.... o negócio está feio por lá. Pediram pra tomarmos conta dessa mocinha!( disse me abraçando e sorrindo )
-Então, mo-ci-nha... já pro banho! Daqui a pouco é hora do jantar...(brincou Oscar)
-E o que vamos comer?(pergunto eu tentando conter o riso e me afastando deles)
.
...os dois se olharam, puseram as mãos no queixo como que pensando e... partiram correndo atrás de mim...

9 comentários:

Ela disse...

Oi Nany
Que bom que irá participar do Palavras. Eu estou super ansiosa!

Bjos
Ela

Flor da palavra disse...

E cuidaram direitinho.
Uma ótima semana!
Beijos

Cadinho RoCo disse...

Raio rachou jaqueira enquanto tempestade de gozo inundava a boca da noite.
Cadinho RoCo

ivo disse...

Ola,
adorava conhecer-te.
que sensualidade...escaldante

Ele disse...

Olá Nany ...

Preparamos dois selos pra nossa blogagem e já linkamos vc tbm.

http://palavrassobre.blogspot.com

Bjos

Sacerdotisa disse...

Nany,

Tão bom passar por aqui... e deixar minha imaginação vaguear pelas suas palavras...


Beijos, querida.

Ali disse...

Noooosssa amiga...calma
hsuhsushaushuhsau


porque perdeu as estribeiras no meu blog?


UHMM AGORA ME FALE...
que conto delciioso]
aventura sua???

Ali disse...

huhauhauHAUHAu


menina..passe seu msn...
vamos conversar mais sobre isso!

Toni e Alyne disse...

Oi
passei e descobri este outro blog!
Amomos!
Parabèns, vamos voltar!!!
Bjos!