domingo, 24 de maio de 2009

...continuação


...a madrugada estava chegando ao fim. No horizonte se podia ver os primeiros raios de sol e eu, enrolada num lençol, observava da varanda do quarto esse despertar. Quieta e sozinha... ouvia meus pensamentos... sentia no coração um turbilhão de sentimentos e, aos poucos absorvia melhor tudo pelo que tinha passado no dia anterior... desde a chegada ao sítio até a discussão dos meninos... tudo sendo pesado e medido pelo corpo e pela alma... A maneira com que eles me cuidam, o carinho, as caricias... tudo o que recebo numa avalanche de sensações e descobertas. Cici... deixei escapar um suspiro ao lembrar do tesão estampado em seu rosto... senti-la em mim foi tão saboroso quanto tê-la... sabor agridoce, cheiro de fêmea. Instintivamente, levei meus dedos ao nariz e aspirei meu desejo e fundi alembrança dela... as mãos, a carne, as pernas... tudo no meu cheiro lembrava a ela... a sensualidade em que me tocou, me beijou... me comeu... senti meu sexo esquentar, pulsar... "humm como ela chupa gostoso", pensei encolhendo as pernas contendo o tesão... abri os olhos e senti no rosto a brisa fria que me arrepiava... O 'D' me arrepia... com seu jeito, ele me leva a experimentar as mais loucas sensações... de tantas coisas a melhor era o Oscar. A simples lembrança do nosso encontro me fazia molhar... Deixar que ele me amasse foi realmente um presente pra mim... A cada dia me sentia mais ligada aos dois e, naquele momento não conseguia me imaginar sem eles... Meu coração doeu... pequenininho dentro do peito, senti uma palpitação... não queria ficar sem eles... Fechei os olhos e um medo me fez suspirar... me senti só, perdida num pensamento que me fez doer a alma... '-Eu te amo!" As palavras do Oscar me fizeram ascender... comecei a pensar se ele sentia realmente o que disse sentir... eu os amava. como? não sei... apenas aceitei que podia ter esse sentimento multiplicado dentro do peito que, no momento me doia... quanto mais me doia, mais me encolhia tentando me resguardar... senti uma mão afagar meus cabelos... era o Oscar..."-Vem pra dentro, tá frio aqui! "... levantei e, ao olhar pra ele, me deixei desvendar... meus olhos mostravam minha fraquesa, minha insegurança... não queria que ele me visse mas era tarde... de pé, do lado de dentro estava o 'D'... mãos na cabeça, olhos tristes... havia acordado e não me vendo na cama acordou o Oscar e desceram me procurando pela casa quando lembraram que a porta da varanda do quarto estava aberta...

-Não faz isso... assustou a gente, sabia?!
-Eu não queria, desculpa...
-Faz assim não...(falava o Oscar me segurando a mão)
-Desculpa... (escondi o rosto entre as minhas)
-Amor,... olha pra mim, olha?!(pedia o 'D')

olhei para cada um deles e, num suspiro, joguei aquele ar pesado pra fora dos pulmões como se fosse possível esvaziar do peito a dor. O dia já se mostrava nublado e frio... nos vestimos e fomos até a cozinha. Seu Juca estava esperando do lado de fora com uma vasilha cheia de leite fresco e um bolo de fubá... Cheirinho bom que invadia a casa enquanto eu preparava o café e ouvia a Cici cantarolando...

-Bom dia!!!(ela e sua alegria que me faziam bem... era o que eu precisava)
-Bom dia Cici! Toma café com a gente?(perguntei enquanto ganhava um abraço)
-Tomo sim! Meu pai vai chamar uns três peões pra ajudar no telhado do curral...

...e ia ela me contando dos estragos que a ventania e a chuva fizeram enquanto o Seu Juca seguia conversando com os meninos...

-Olha!...(me puxou Cici mostrando, por baixo do vestido, a marca que eu havia deixado)
-Que é isso?! Eu fiz isso??
-Hunrun... rsrs e eu adorei!!
-Doida!...rsrs( me tascou um beijo e um tapinha na bunda)...-Quero mais!
-Eu também...(disse a seguindo até a porta)
-Me beija?
-Cici... aqui não. Teu pai... (tascou outro beijo e me puxando pela cintura)
-Só um beijo? Só um?!...

encostei ela na parede e não me contive... passei a mão por baixo da barra do vestido e senti suas coxas quentes... subi e molhei os dedos... "-Safada... tá sem calcinha..." a beijei sem pudor e meus dedos escorregaram fácil provocando um gemido entre os dentes..."-Isso... assim..." me dizia ela enquanto apertava seu corpo contra o meu... "-Doida... " mas eu não conseguia parar, eu queria sentir ela em minha mão... senti-la por dentro... ela levantou o vestido até a cintura e se abriu pra mim... desci... seu grelo entumecido aflorava entre os lábios e me deliciei, suguei... "-Chupa... chupa forte..." chupei forte segurando entre os lábios enquanto meus dedos sumiam... "-Cici?!"... senti sua xota envolver e apertar... seremos pegas!... o gozo se preciptou e a fez latejar e se contorcer mordendo o dorso da mão pra abafar o gemido... rapidamente me levantei e lhe ajudei com o vestido... "-Cici??" quando seu pai chegou, estavamos sentadas e eu, não consegui segurar o riso... ria de nervoso... "Vocês meninas vivem fuxicando... Tô indo, heim... ajuda a menina aqui na casa."..."-Tá pai!"... Seu Juca se foi e o 'D', nos olhando, perguntava o que havia acontecido... quando o Oscar me beija, sorri... "-Suas safadas!"... o 'D' nos olhando completa: E nem nos esperaram, né?!... Riamos, apenas riamos... de mãos dadas, voltamos para a cozinha pra terminar o café... Aquele seria um longo dia... um delicioso dia...

15 comentários:

O Especialista disse...

O nome ja era suficiente para me chamar a atenção..
...Mas o melhor da história, dos relatos é a tão boa descriminação de momentos, que envolveram durante alguns minutos a minha imaginação, exitei! Adorei...voltarei!

Att,

O Especialista

NM disse...

Fantástica descrição dos momentos. Parabéns.

http://prazeroculto.blogspot.com

NM disse...

Vim tão somente retribuir a simpatia do teu comentário. Muito obrigado mesmo. Um beijinho enorme.
NM

T disse...

Descriçoes ...gosto!!!
Oh se gosto!

beijos :)

nonossoquartocom.blogspot.com

Sacerdotisa disse...

Nany,

De tanto ouvir suas histórias, ando com pensamentos... muito, muito estranhos rondando minha cabeça...rsrsrs...

Completamente molhada depois deste post!

Beijos pra você.

Everson Russo disse...

Uau, a intensidade do seu texto deixa a gente meio louco e perdido procurando a emoção...parabens, adorei esse blog seu tambem,,,,beijos e um lindo final de semana...

Luna disse...

Deliciosa descrição. Envolvente...
Bj

Homem de Ferro disse...

Gostei da historia e da descriçap dos momentos !...

Beijo

Ali disse...

Sabe narrar mto bem os acontecimentos.


Ai a gente fica aqui do outro lado lendo.

e Imaginando.

ai ai ai.
delicia.

Lobo disse...

Que dia..................

Ufff............

Sem comentários....

Belo....


Um Beijinho... :)

Ela disse...

Oi Nany ... preparamos um selo!
Passa lá e pega o presentinho!
Bjos
Ela

Hellena disse...

Ahhh, migaaa
O desassossego é inerente a alma de mulheres como nós duas, mesmoooo.
Não tem jeito, pq temos a estranha mania de desejar demaissssssss

Boa semana p/ ti Nany
Bjssssssss

Roberto Ney disse...

uhuuu
adoro quando a historia me prende! e a sua me arrebatou...
beijos!

hOt_male disse...

cruzei-me contigo na niina...
impossivel ignorar-te
se bem vinda kerida
sera um prazer estar contigo
e sentir o teu tesão
doce beijo

Fragmentos Intemporais disse...

Só tenho uma palavra a dizer...

HUMMMMMM..... DELICIOSO!!!

Conheça-me em:

EROTICAMENTE FALANDO