quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O sonho... (acontecimento aleatório)

No carro, o 'D' me conta que tem tido o mesmo sonho e ele se repete desde que viemos do sítio e não sabe o que significa... A mesma mulher, o mesmo lugar. Ele sabe que é ela mas o sonho era sempre do mesmo jeito. Ela numa praia olhando o mar e quando as sandálias que ela trazia caiam na areia ele despertava. Mas, naquela noite, o sonho o deixou mais exitado porque ele o conseguiu sonhar até o fim. Pedi que me contasse o sonho. Ele estacionou o carro e ficou olhando através do pára-brisas como reconstituindo... Vou contar, no meu jeito.


"... ela vem caminhando à beira-mar. Sandálias numa mão... noutra tira os fios que lhe cobrem os olhos... solta por completo os cabelos e senta-se à praia... É uma praia sem país, sem capital... Ela está ali a ouvir o mar, sente-o como trovão dentro do peito quando quebra e a extremece. É madrugada e logo vai amanhecer... "-Que cheiro bom tem o mar!" pensa sem se dar conta de quem a observa... Um olhar que foi ver o mar e a encontrou. O vestido de festa e fendas profundas faz a brisa envolver seu corpo lambendo-lhe as pernas e o arrepio é inevitável... Os olhos que a perceberam estão mais próximos e, agora , ela pode ver... Ele passa ao seu lado e num mesmo movimento eles se olham nos olhos... Ele segue e deixa o mar lhe tocar os pés. Ela observa e absorve o perfume de homem que paira no ar... Não precisa guardar... a brisa o leva até ela como um chamado que lhe aquece o peito e acelera o coração que fica no meio das pernas. Ele olha o mar e o horizonte como quem registra uma fotografia... Ele vê o mar, o amanhecer... É mágico, sedutor... Ele se vira e dá o primeiro passo... olhares se trocam... ele caminha em sua direção e ela, num gesto simples, deixa as sansálias cairem na areia quando ele lhe toca a tez e a faz fechar os olhos... O beijo, o toque... O corpo quente que a chama para si... O abraço da brisa agora tem braços, mãos...dedos que deslizam nuca, costas... fenda. O arrepio...o desejo... ali na areia ao som do mar... a luz da lua numa noite negra que faz o céu salpicado de estrelas... Ele se afasta, pega as sandálias e lhe segura a mão a guiando até as pedras... Lá, recostada na pedra, ela sente a espuma como champagne borbulhando em seus pés... Um beijo mais profundo e a facilidade de uma outra fenda lhe fazem sentir o poder das mãos que a tomam... Lua cheia. A maré embala os sons, sussurros... gemidos.Um gemido a faz afastar ainda mais as pernas... A boca sai dos lábios, segue e morde o queixo... lambe o pescoço, suga-lhe o seio... Mãos sobem pelas coxas e se embrenham entre pele e tecido e tocá-lhe a gruta molhada do seu mar... A boca já a sente e a faz bailar lento lhe trazendo na ponta e invadindo a alma.Alma!... Ele a faz sentir seu gosto e a sente por dentro... Quente, humida...macia. Um abraço apertado de pernas abertas e cheiros, e céu, e calor... A boca em seu pescoço, seu seio... o ritmo das ondas é o balançar do seu corpo... Singem estrelas e luas em seu pensamento... não há o que pensar... ela se deixa, sente o gozo vir como a espuma que faz a praia gozar... E ela grita ao mar que lhe abafa o grito... ele ainda está ali, ele ainda a quer. Ele a beija ainda mais, a envolve ainda mais e ela cede, desce sem pedidos... ela quer sentir o gosto do mar... Ela o tem... sente seu gosto mais uma vez a penetrar e preencher-lhe a boca... olhos cerrados. O calor invade os lábios e suas unhas ancoram fazendo-o gemer mais alto...O mar molha sua gruta e ela o sente latejar em sua língua... Logo o gosto do mar invade os lábios e alimenta o desejo... O mar explode no gozo intenso e a faz sentir o tremor dele em si... Boca cheia... Lua cheia. O beijo divide o sal do mar selando a madrugada que, em breve, adormece... E eles vão, caminhando à beira-mar... Sandálias numa mão... noutra, outra mão. Ele lhe afasta os fios que lhe cobrem os olhos e se afastam da praia..."

Quando ele terminou, pude ver a exitação nos seus olhos... Peguei sua mão e coloquei sobre meu peito. O coração acelerado o fez senti que esse sonho poderia se tornar ainda real...(quem sabe?!...rs)

13 comentários:

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Amiga... que excitante.


Bjos de saudadinha

Tempestade disse...

Ai ai viu amiga!
Lindo, excitante e.....

Beijos Tempestuosos!

El Brujo disse...

Quero tua boca
Louca, indecente
Explorando o meu sexo
Dos nossos desejos sedentos
Ardente, quente
Consome-me devassa
Segure firme e me faça invadi lá
Molhada, de forma única
Tens submisso em tua boca
Enquanto tuas mãos perversas e vadias
Arranham-me, dilaceram o meu corpo
Com ousadia e volúpia me devora
Engolindo-o por inteiro
Até que despeje todo o gozo
Do teu homem em martírio!

Bom dia autora da minha vida. Adoro te ler

ursinha disse...

Ola
seu blog é encantador, e o conto deixa a boca repleta de mel.
Bjs de mel
ursinha

Junior disse...

Super exitante mesmo!
Ja estou acompanhando,e vou dar uma bisbilhotada no outro.
Bjos...

Nilson Barcelli disse...

Um belo sonho... e muito bem contado.
Querida amiga, desejo-te um óptimo fim de semana.
Beijos.

El Brujo disse...

Bruxo Na Tua Noite
Novamente eu estou lá te visitando secretamente à noite, como sempre, você não consegue me ver direito, esta em estado de torpor, sonolenta, porém em completo êxtase, eu sou seu misterioso amante.
Começa a sentir meus toques suaves que lentamente avançavam para as suas partes mais íntimas e secretas, envolvendo-a num clima sedutor e embriagante.
Sempre se repete desse jeito.
À noite você deita nua e quando chega naquele estado letárgico eu entro e você submissa se entrega primeiro aos beijos, aos toques e depois as mais extravagantes formas de prazer!
A luxúria é nossa companheira noturna, seu corpo, um campo fértil de pesquisa, onde experimentamos de tudo.
Nossa paixão não tem limites.
Entretanto, você nunca pode me ver por completo, pois nossos encontros de prazer acontecem numa outra dimensão, aquela que fica entre o real e o imaginário.
Mas eles realmente acontecem, as forças ocultas do universo, nos colocam juntos e você sabe que suas noites pertencem ao teu bruxo.

Sissi (a que queria ser princesa) disse...

levei-te comigo



um xoxo da bannermania

El Brujo disse...

Viver em Você
Boca vermelha,
Escarlates lábios.
Sangue nas veias.

Refreia a paixão
Da bailarina guerreira
Que seu ventre incendeia.

Dança seu ventre sem rédeas
Solto num galopar incessante,
Na lua cheia de amor pra dar!

Pulsa o sangue da bailarina,
Em desejos incontidos
Quadris em flores de luar
Emergem do fundo do mar.

Raros véus cobrem em cetim,
Seus lábios rubros amendoados,
Com seu corpo seminu seduz
No mel do seu suor derramado.

ótimo sábado!

Teu corpo é meu mar, com correntes perigosas
de se navegar.
Leva teu navegante e sua a nau sem rumo, fazendo-os em tuas ondas naufragar!

El Brujo disse...

Essa é fácil de responder, agora uivo pra você!

Uivo a Lua
Totalmente Nua
Que se Transforma
Numa adorável Loba nua
Molhada e no cio
Que me Devora...
Olhar de fogo
Lua loba seu querer
Fere o lobo submisso
Que uiva pelo teu poder

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

ººº
Até eu fiquei com o coração a palpitar.

Bom Domingo

♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥

Ava disse...

Irrestível...rs

Voce incendeia isso aqui...


Beijos

Lobo disse...

Excitante!!!....
Demais!...

Uivos à beira mar... Lua-cheia de desejo!...
Delícia fazer Amor na praia em noite de lua-cheia!...

Sentir o sabor do "MAR"...
Sentir as "ondas" avassalar o corpo...

Tremer e pulsar!...

Intenso!...

Beijos com sabor a "MAR"...